Al Qaeda afirma que Trump recebeu "doloroso golpe" após operação no Iêmen

Sana, 5 fev (EFE).- O líder da Al Qaeda na Península Arábica (AQPA), Qasem al Rimi, afirmou neste domingo que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, recebeu um "doloroso golpe" após uma operação militar no Iêmen no fim de semana passado contra a organização terrorista, a primeira que autoriza como presidente.

Em uma gravação de áudio divulgada em fóruns jihadistas, e cuja autenticidade não pôde ser verificada, Al Rimi disse aos iemenitas que o "novo estúpido da Casa Branca recebeu um doloroso golpe por vossas mãos e em vosso território".

Além disso, acrescentou que "dezenas de soldados americanos morreram e ficaram feridos" em enfrentamentos com os combatentes do grupo terrorista na cidade de Yakla, cerca de 270 quilômetros ao sudeste da capital, Sana.

No entanto, o Comando Central dos Estados Unidos (CENTCOM), encarregado das operações militares no Oriente Médio, informou no domingo passado que nessa operação militar morreu apenas um soldado americano, identificado como William Ryan Owens, de 36 anos, e outros três ficaram feridos.

Além disso, o Comando Central dos EUA admitiu então a "possível morte de civis, inclusive crianças", durante o ataque.

Al Rimi comentou durante a gravação que dita operação causou a morte de "14 homens, entre eles nove iemenitas, um sudanês, um iraquiano, além de dez crianças e três mulheres, entre estas uma iraquiana", mas não especificou se estavam vinculados à organização terrorista.

Por último, convocou os homens das tribos que se preparem para "repelir qualquer ataque dos EUA no futuro".

A missão antiterrorista, a primeira diretamente autorizada por Trump como comandante-em-chefe das forças armadas, estava destinada a recuperar material de inteligência e equipamentos informáticos com informação sobre a Al Qaeda, que voltou a se fortalecer no caos da guerra civil no Iêmen.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos