China reconhece que realizou teste de novo míssil com capacidade nuclear

Pequim, 5 fev (EFE).- O Ministério da Defesa da China reconheceu que realizou um teste de um novo míssil com capacidade nuclear, em resposta à informação surgida em meios de comunicação nesta semana.

O "Jornal do Povo", porta-voz midiático do governante Partido Comunista, publica neste domingo um comunicado do Ministério no Twitter no qual explica que foi realizado um "teste científico" e defende que é uma prática "normal", "não dirigida a nenhum alvo".

O meio precisa que é uma resposta da organização às informações surgidas sobre um teste do míssil DF-5C.

Na semana passada, o site americano "Washington Free Beacon" publicou que as autoridades chinesas tinham lançado um míssil deste tipo desde o centro espacial de Taiyuan, na província nortista de Shanxi, em direção a uma zona desértica do oeste do território chinês.

O DF-5C seria um novo variante dos projéteis intercontinentais Dongfeng DF-5 e, segundo o meio americano, teria capacidade para transportar dez ogivas nucleares.

O teste do mesmo evidenciaria que o arsenal de ogivas nucleares da China poderia ser muito superior às 250 que estimadas, publicou o portal.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos