Hamas quer troca de presos com Israel com mediação egípcia

Gaza, 5 fev (EFE).- O Hamas disse neste domingo que quer negociar com Israel uma troca de prisioneiros com a mediação do Egito, embora não tenha recebido uma proposta até o momento, informou um porta-voz do grupo em comunicado.

"O Hamas não recebeu nenhuma oferta de uma troca de prisioneiros e por enquanto não há nada sobre a ocupação (Israel), disse Abdulatif al Qanu, mas afirmou que o movimento islamita dá as boas-vindas à iniciativa egípcia de intermediar nas negociações.

Al Qanu negou as informações na imprensa israelense sobre a postura do Hamas, que supostamente tinha rejeitado uma oferta de libertar dois civis, um beduíno com nacionalidade israelense e um israelense de origem etíope, em troca da entrega do irmão de um veterano líder do movimento.

"O Hamas não dará informação de graça e nem falará sobre nada antes que a ocupação mostre seu compromisso com os termos do primeiro acordo, que são libertar todos aqueles que foram libertados em 2011 e detidos de novo depois", sustentou o porta-voz.

Em outubro de 2011, o Egito conseguiu que Israel libertasse 1.028 prisioneiros palestinos pelo soldado Gilad Shalit, mas dezenas deles voltaram à prisão mais tarde.

Uma delegação de alta categoria do Hamas, incluindo militantes de seu braço armado, terminaram uma visita de três dias ao Cairo onde se reuniram com responsáveis de segurança do país, com os quais debateram diversos temas de segurança, incluídas futuras medidas de na fronteira com Gaza.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos