Hong Kong tem segunda manifestação contra Trump em uma semana

Hong Kong, 5 fev (EFE).- Cerca de 200 pessoas convocadas pela Aliança Internacional de Migrantes de Hong Kong voltaram neste domingo às ruas da ilha para se manifestar contra a ordem executiva do presidente Donald Trump de vetar a entrada nos EUA de cidadãos de sete países de maioria muçulmana e refugiados.

Os manifestantes percorreram várias ruas da ilha até a porta do Consulado dos Estados Unidos para protestar contra a medida migratória de Trump, que foi revogada neste fim de semana por um juiz desse país.

A maioria dos integrantes do protesto era formada por mulheres de origem indonésia, que residem no país com um visto especial para trabalhar como empregadas domésticas e que utilizaram a manhã de seu único dia livre semanal para participar da manifestação.

A ilha conta com uma comunidade de cerca de 340 mil trabalhadores domésticos, em sua maioria mulheres, sendo que quase a metade é procedente da Indonésia e cujas condições foram duramente criticadas por sindicatos, pois têm um salário mínimo de US$ 500 mensais, são obrigados a residir em casa das famílias que os empregam e seu visto não os permite ter acesso à residência permanente.

Em comunicado, a ativista, representante deste coletivo, e organizadora do protesto Eni Lestari qualificou a ordem de "racista, anti-imigrante e anti-refugiados".

"Com suas políticas e ordens, a presidência de Trump representa uma ameaça para a solidariedade, o entendimento racial e a justiça que muitos de nós defendemos e promovemos. Não permitiremos que isto ocorra", afirmou Lestari.

Trata-se do segundo protesto realizado em Hong Kong contra a política migratória de Trump desde que tomou posse do cargo em 20 de janeiro.

A anterior manifestação foi realizada na quarta-feira, no dia 1 de fevereiro, e atraiu uma centena de pessoas, entre eles, políticos, ativistas e representantes de grupos religiosos de Hong Kong.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos