Le Pen afirma que "o impossível é possível" no lançamento de sua campanha

Lyon (França), 5 fev (EFE).- A líder do partido ultradireitista francês Frente Nacional (FN), Marine le Pen, afirmou neste domingo, no lançamento de sua campanha eleitoral, que "o impossível é possível" e usou como exemplo o "Brexit" e o recente triunfo de Donald Trump nas eleições presidenciais dos Estados Unidos.

No discurso de encerramento da convenção presidencial de seu partido em Lyon, Le Pen fez também referência "aos austríacos por eliminar no primeiro turno das eleições presidenciais os partidos tradicionais e os italianos por rejeitar a reforma da Constituição do senhor Renzi".

"Estas nações mostraram que o despertar dos povos contra as oligarquias pode ocorrer", exclamou a líder da extrema-direita francesa perante as 3 mil pessoas que abarrotaram o Anfiteatro do Centro de Congressos de Lyon.

A líder da FN insistiu em sua promessa de organizar um referendo nos seis primeiros meses de seu mandato para deixar a União Europeia.

"Outros povos nos mostraram o caminho, como os britânicos que elegeram a liberdade com o 'Brexit'", afirmou.

Durante grande parte de seu discurso, também disparou contra a globalização econômica e o fundamentalismo islamita. "Dois totalitarismos que ameaçam a França".

Le Pen, que lidera as pesquisas como favorita para vencer o primeiro turno das eleições presidenciais de abril e maio, apresentou um programa com 144 compromissos que dividiu em vários grandes temas sob os trechos de uma França "livre", "segura", "próspera", "justa", "orgulhosa", "potente" e "sustentável".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos