Sobe para 108 o número de mortos em tempestade de neve no Afeganistão

Cabul, 5 fev (EFE).- O número de mortos nos vários deslizamentos provocados por uma tempestade de neve no Afeganistão aumentou neste domingo para 108, em meio a grandes dificuldades para realizar os trabalhos de resgate devido ao corte de estradas, informaram à Agência Efe fontes oficiais.

A área mais afetada pelo temporal que há três dias castiga o Afeganistão é a província oriental de Nuristan, onde um desmoronamento arrasou de madrugada um remoto povoado e matou 46 pessoas, afirmou Mohammed Moosa Shami, porta-voz do governador regional.

A fonte declarou que as equipes de resgate não puderam chegar à cidade devido ao corte das comunicações e que os moradores estão tentando desenterrar as pessoas soterradas.

Na mesma região, oito pessoas morreram em outros dois povoados em decorrência dos deslizamentos, sem que as equipes de resgate tenham chegado ainda ao local.

A remota região de Badakhshan também foi muito afetada, com 22 mortos ontem em várias avalanches e as estradas de 12 distritos da área fechadas, disse Navid Farotan, porta-voz do governador provincial.

Na província de Parwan, contígua com Cabul, 12 pessoas morreram dois desmoronamentos, comunicou Wahid Sediqi, porta-voz do governador da região.

"Enviamos equipes de resgate às áreas afetadas", ressaltou Sediqi, que acrescentou que 30 casas foram destruídas pelos deslizamentos.

Por sua parte, o mau tempo custou a vida de seis pessoas na nortista e insegura província de Sar-e-Pol, segundo o porta-voz do Ministério de Gestão de Desastres do Afeganistão, Omar Mohammadi.

Outras cinco pessoas morreram na ocidental Herat, onde um grande número de casas ficaram destruídas, declarou Jaulani Farshad, porta-voz do governador provincial.

Além disso, três pessoas morreram na meridional Khost e outras duas na oriental Logar.

Mohammadi detalhou que a neve bloqueou várias estradas em todo o país, especialmente as estradas Cabul-Balkh e Cabul-Kandahar, que continuam fechadas pelo segundo dia consecutivo, o que impede as equipes de resgate de chegar às áreas afetadas.

"Começaremos a limpar as estradas quando o tempo melhorar, já que continua chovendo em várias zonas", destacou Mohammadi.

O mau tempo provocou o cancelamento de todos os voos do aeroporto de Cabul, que serão retomados uma vez que se limpem as pistas, anunciou o porta-voz da Autoridade Civil da Aviação, Qasim Rahimi.

O governo decidiu declarar feriado no domingo devido ao mau tempo, às estradas cortadas e outros problemas causados pela neve, disse à agência Efe Shah Hussain Murtazavi, porta-voz do presidente afegão, Ashraf Ghani.

No ano passado uma das piores tempestades de neve em 30 anos no país causou a morte de pelo menos 245 pessoas e deixou outras 66 feridas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos