Juncker diz que Reino Unido não terá regime vantajoso após o "Brexit"

Bruxelas, 6 fev (EFE).- O presidente da Comissão Europeia (CE), Jean-Claude Juncker, afirmou nesta segunda-feira que o Reino Unido não terá um regime tão vantajoso como os demais países da União Europeia (UE) depois que concretizar a saída do bloco.

"O regime que ofereceremos em breve não será tão vantajoso como o que caracteriza o Estado de fato e de direito dos países-membros. Mas primeiro temos que entrar em acordo sobre as modalidades do divórcio antes de discutir o regime futuro que caracterizará nossas relações", disse Juncker após receber em Bruxelas o primeiro-ministro da França, Bernard Cazeneuve.

Já Cazeneuve afirmou que a prioridade na negociação entre UE e o Reino Unido será a defesa dos interesses do bloco. Para o primeiro-ministro francês, um país que sai do bloco não pode se beneficiar de um regime melhor que o existente entre os membros.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos