Milhares de pessoas apoiam ex-presidente catalão em julgamento por referendo

Barcelona, 6 fev (EFE).- O ex-presidente da comunidade autônoma da Catalunha, na Espanha, Artur Mas, chegou nesta segunda-feira acompanhado de milhares de pessoas ao Tribunal Superior de Justiça da Catalunha (TSJC), onde será julgado junto com duas integrantes de seu governo por permitir um referendo sobre a independência dessa região em 2014, o que é proibido pelo Tribunal Constitucional da Espanha.

Mas e duas integrantes de seu governo na época, as ex-conselheiras Joana Ortega e Irene Rigau, serão julgados a partir de hoje pelo suposto crime de prevaricação e desobediência grave.

Os três estiveram acompanhados na sua chegada ao tribunal pelo atual presidente do Executivo catalão, Carles Puigdemont, pela presidente do parlamento da Catalunha, Carme Forcadell e por centenas de integrantes da coalizão independentista Junts pel Si (Juntos pelo Sim, em português) que apoia o governo.

Além disso, os políticos foram recebidos por milhares de pessoas que expressaram seu apoio com gritos de "Nenhum passo atrás", "Vocês não estão sozinhos" e "Independência", e carregavam bandeiras independentistas e cartazes com palavras de ordem.

Artur Mas, presidente do governo catalão entre 2010 e 2016, convocou uma consulta sobre a independência da Catalunha em 9 de novembro de 2014, mesmo com a proibição do Tribunal Constitucional.

Por isso, Mas foi denunciado pela Procuradoria e, a partir de hoje, deve se submeter a julgamento.

A Procuradoria pede dez anos de inabilitação para Mas, e nove para Ortega e Rigau, penas que a acusação popular pede que sejam elevadas para 12 anos e que, em ambos os casos, impediria os processados de exercer qualquer cargo público durante o tempo de condenação.

Este julgamento coincide com uma intensificação do debate sobre a pretensão independentista do governo catalão pela possibilidade de antecipar um novo referendo em defesa da soberania da região, anunciado pelo atual presidente Puigdemont para o próximo mês de setembro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos