Nevasca deixa 147 mortos no Afeganistão nos últimos três dias

Cabul, 6 fev (EFE).- Pelo menos 147 pessoas morreram e 89 ficaram feridas nos últimos três dias pela nevasca que atingiu 22 das 34 províncias do Afeganistão, onde as autoridades focam nos trabalhos de resgate, informaram diferentes fontes oficiais nesta segunda-feira.

A província mais afetada pela neve é a de Nuristan, no leste, onde até o momento 65 pessoas morreram e 40 ficaram feridas, de acordo com o chefe do Conselho da província, Sadullah Paindazai. Segundo a fonte, uma só avalanche, que "arrasou quase metade de um povoado", foi a causa de 55 das 65 mortes na região.

Paindazai afirmou que o mau tempo impediu as operações de resgate e que nem mesmo os helicópteros conseguem aterrissar nas regiões afetadas.

As outras 82 mortes ocorreram em Badakhshan, Takhar e Baghlan (norte); Sar-e-Pol e Badghis (oeste), Bamyan e Parwan (centro) e nas províncias orientais de Logar, Khost, Paktika, Zabul e Kandahar, segundo confirmaram fontes locais à Agência Efe.

O vice-ministro para a Gestão de Desastres, Wais Barmak, encarregado de coordenar a resposta do governo nesta emergência, declarou em entrevista coletiva que a prioridade do governo é evacuar e ajudar os feridos pelas avalanches.

Barmak explicou que estão sendo utilizados helicópteros das Forças Armadas afegãs para as tarefas de evacuação e para a distribuição de ajuda aos afetados.

O ministro de Obras Públicas, Mahmoud Baligh, informou na mesma entrevista coletiva a reabertura de quase todas as principais estradas do país, inclusive a que liga Cabul a Kandahar, enquanto continuam os trabalhos para a reabertura de outras vias principais, tarefa que levará pelo menos mais três dias.

O representante adjunto da Missão da ONU no país e coordenador humanitário, Mark Bowden, lamentou em comunicado a perda de vidas, mas elogiou os esforços do governo afegão, "que se mobilizou rapidamente para responder ao desastre".

Uma das piores nevascas registradas em 30 anos no país ocorreu no ano passado, incidente que deixou pelo menos 245 mortos e 66 feridos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos