Polícia turca detém mais de 700 pessoas por supostos vínculos com EI

Ancara, 6 fev (EFE).- O Ministério do Interior da Turquia anunciou nesta segunda-feira a detenção de 748 pessoas por sua suposta vinculação com o grupo terrorista Estado Islâmico (EI), resultado de uma grande operação policial que começou na madrugada de domingo em 29 províncias do país.

Outros 72 suspeitos foram detidos na semana passada, por isso, no total, foram capturados 820 supostos membros do EI, afirmou o ministério turco em comunicado.

Trata-se da maior operação contra o grupo terrorista na Turquia desde o atentado na noite de Ano Novo contra a boate Reina em Istambul, que causou a morte de 39 pessoas, entre elas 26 estrangeiros.

A agência de notícias "Anadolu" informou que algumas detenções foram realizadas nas províncias de Adana, Ancara, Bursa, Istambul, Konya e Sanliurfa.

A maior detenção ocorreu ontem em Sanliurfa, província que faz fronteira com a Síria, quando equipes da polícia antiterrorista detiveram 150 supostos integrantes do EI de nacionalidade síria.

Com as nove pessoas detidas em Esmirna, no litoral do mar Egeu, foram apreendidos um fuzil, uma pistola e material que indicaria que o grupo estava planejando um ataque.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos