Reduto do EI em Aleppo está cercado após avanços do exército sírio

Beirute, 6 fev (EFE).- A cidade de Al Bab, principal bastião do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) na província de Aleppo, no norte da Síria, ficou completamente cercada nas últimas horas, depois dos avanços do exército sírio e de seus aliados, informou nesta segunda-feira o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

O OSDH destacou que os combates continuam esta manhã na região, em uma tentativa de ampliar o cerco a Al Bab por parte dos efetivos governamentais, que contam com apoio de forças de elite do grupo xiita libanês Hezbollah e de brigadas mecanizadas russas.

Ontem à noite, as tropas leais ao governo sírio conseguiram interditar a estrada que liga Al Bab com o leste de Aleppo e as províncias de Al Raqqa e Deir ez Zor, o que deixou a cidade completamente isolada.

Durante a jornada de ontem, as forças armadas sírias e seus aliados também tomaram a área de Uishia, que fica a algumas centenas de metros dessa estrada.

Com esses progressos, os efetivos governamentais também conseguiram impor um cerco às populações de Tadaf, Bazaa e Qabasin, dominadas pelo EI e nas imediações de Al Bab.

As operações do exército transcorrem em paralelo às de rebeldes sírios, que têm o apoio de carros de combates e aviões turcos, mas que negam a existência de qualquer tipo de coordenação com as autoridades sírias.

Segundo um mapa da região divulgado pelo OSDH, os insurgentes e as forças turcas se situam em áreas ao norte de Al Bab, enquanto as tropas governamentais a cercam por oeste, sul e leste.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos