Sudão do Sul estabelece plano para finalizar guerra até 2020

Juba, 6 fev (EFE).- As autoridades do Sudão do Sul estabeleceram nesta segunda-feira um plano para encerrar até 2020 a guerra contra os grupos rebeldes, informou à Agência Efe o secretário de imprensa presidencial, Ateny Wek.

"Não haverá mais grupos rebeldes no país no fim de 2020. Todas as disputas entre o governo e os grupos armados serão resolvidas através de um diálogo nacional", convocado pelo presidente Salva Kiir, afirmou o porta-voz.

Wek explicou que o plano do governo tem como objetivo manter o cumprimento do cessar-fogo, para poder assim proclamar a paz no final de 2020. Além disso, apontou que o diálogo nacional será "a única opção" perante a oposição armada leal ao ex-vice-presidente Riek Machar.

De acordo Wek, caso os rebeldes não aceitem o plano, "o povo (sul-sudanês) saberá que são meros mercadores da guerra".

Em dezembro do ano passado, o presidente do país anunciou no parlamento a iniciativa de um diálogo nacional para chegar à reconciliação no Sudão do Sul.

Kiir designou então políticos especialistas para que assumissem a responsabilidade do diálogo, que foi criticado pela oposição e por forças políticas no país que consideraram o convite "uma tática do governo para continuar prolongando o tempo" do conflito.

A oposição leal a Machar exigiu como condição iniciar um novo processo político que conte com a participação de terceiros para reacender o acordo de paz assinado em agosto de 2015 entre o governo e os rebeldes.

No Sudão do Sul estão presentes mais de quatro grupos armados que se opõem ao governo com objetivos diferentes, dos quais os mais destacados são o grupo leal a Machar e os que pedem um sistema federal na região de Equatória, que inclui os estados meridionais do país.

O conflito no Sudão do Sul explodiu em dezembro de 2013, quando o presidente Kiir, da etnia dinka, denunciou uma tentativa de golpe de Estado por parte de seu vice-presidente Machar, pertencente à tribo nuer.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos