Sobe para 37 número de mortos em bombardeios em Idlib, na Síria

(Atualiza número de mortos).

Beirute, 7 fev (EFE).- Pelo menos 37 pessoas, entre elas 24 civis, morreram nesta terça-feira em bombardeios de aviões não identificados na cidade de Idlib, no noroeste da Síria, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A ONG detalhou que os aparatos, que não se sabe se eram russos ou da coalizão internacional, liderada pelos EUA, lançaram dez ataques ao amanhecer contra diferentes pontos de Idlib, capital da província homônima.

Os bombardeios tiveram como alvo, por exemplo, o perímetro do antigo quartel militar, a mesquita Shaeb, o estádio municipal e estrada Al Yara.

A organização não descartou que o número de mortos aumente, porque há feridos graves e desaparecidos entre os escombros, onde prosseguem os trabalhos de resgate.

A Defesa Civil de Idlib, integrada por voluntários que operam em áreas fora do controle do governo, explicou no Facebook que suas equipes resgataram 15 corpos e que há 30 feridos.

A região de Idlib está controlada quase totalmente por facções rebeldes e islamitas, algumas delas extremistas como a Frente da Conquista do Levante. Esse grupo, junto ao Estado Islâmico (EI), está excluído da trégua em vigor na Síria desde 30 de dezembro, que foi conseguida graças a um acordo entre Rússia, aliada do governo sírio, e Turquia, que apoia a oposição.

Nas últimas semanas, chegaram a Idlib milhares de rebeldes e civis retirados de regiões próximas a Damasco, onde foram alcançados pactos entre facções insurgentes locais e autoridades para pacificar essas zonas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos