Assad crê que situação na Síria seguirá caminho que Damasco e Moscou desejam

Beirute, 8 fev (EFE).- O presidente da Síria, Bashar al Assad, afirmou nesta quarta-feira que a situação no país seguirá no caminho que Damasco e Moscou desejam, durante uma reunião com uma delegação de parlamentares russos na capital do país.

Durante o encontro, Assad elogiou a postura da Rússia e os sacrifícios feitos pelo país na luta contra as organizações terroristas no território sírio, informou a agência oficial "Sana".

Além disso, o líder destacou a importância do papel russo não só na Síria, mas também no cenário internacional, contra os "projetos ocidentais que têm como objetivo impor hegemonia aos países que aderem à independência, à soberania e aos interesses de seus povos".

Assad reforçou que os sírios estão decididos a defender o país e dar sequência ao processo de reconciliação nacional, que, para o presidente, é a maneira mais efetiva para encerrar a guerra e obter uma solução pacífica para o conflito.

Os parlamentares russos destacaram que o povo do país permanece ao lado da Síria na guerra contra o terrorismo e também disseram apoiar as decisões do presidente russo, Vladimir Putin, sobre o assunto, já que o resultado do conflito afetará todo o mundo.

Os políticos russos ressaltaram a necessidade de mais esforços para pôr fim ao sofrimento e restaurar a paz e a estabilidade na Síria o mais rápido possível, de acordo com a "Sana".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos