Autoridades e rebeldes realizam troca de prisioneiros na Síria

Beirute, 8 fev (EFE).- As autoridades sírias e grupos rebeldes realizaram na noite de terça-feira uma troca de prisioneiros na província central de Hama, na qual mais de 100 pessoas foram libertadas, informaram nesta quarta-feira ativistas.

O grupo Forças Revolucionárias da Síria, integrado por ativistas próximos à oposição, explicou em comunicado que a troca aconteceu na zona de Al Madiq, em Hama.

Segundo esta fonte, as autoridades libertaram 55 pessoas, entre elas mulheres e menores, que estavam detidas em prisões governamentais.

Já os insurgentes colocaram em liberdade 54 pessoas, entre as quais havia mulheres que foram sequestradas em 2013 durante combates na área de Salma, na vizinha província de Latakia.

A organização de ativistas afirmou que as negociações para realizar esta troca de prisioneiros duraram dois anos.

O Observatório Sírio de Direitos Humanos confirmou uma troca de prisioneiros nas últimas horas na área da cidadela de Madiq, no qual 110 pessoas foram libertadas por forças governamentais e as facções rebeldes, sem oferecer mais detalhes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos