Cruz Vermelha condena ataque "desprezível" contra voluntários no Afeganistão

Genebra, 8 fev (EFE).- O Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) condenou nesta quarta-feira o ataque "desprezível" e "deliberado" contra um grupo de trabalhadores humanitários da organização na província de Jawzjan, no norte do Afeganistão, no qual seis voluntários morreram e dois permanecem desaparecidos.

O presidente da organização, Peter Maurer, condenou categoricamente em comunicado "o que parece ser um ataque deliberado" a seus trabalhadores e disse ter ficado em "estado de choque" após saber da "grande tragédia".

A equipe, composta por três motoristas e cinco voluntários que trabalhavam no local, foi atacada por homens armados de identidade desconhecida enquanto se dirigiam à cidade de Shibergan para "fornecer materiais muito necessários" para ajudar os criadores de gado da região.

"Os integrantes da Cruz Vermelha estavam cumprindo seu dever enquanto tentavam ajudar a comunidade local", acrescentou Maurer, que expressou condolências às famílias dos voluntários mortos e desaparecidos.

A diretora da delegação afegã da organização humanitária, Monica Zanarelli, definiu o ataque como "um ato desprezível". Segundo ela, "nada pode justificar a morte de nossos colegas e amigos".

O Comitê Internacional da Cruz Vermelha assegura que "não está claro quem perpetrou o ataque ou por que" e que "ainda é cedo para determinar o impacto deste terrível incidente" em suas operações no Afeganistão".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos