Seis funcionários da Cruz Vermelha morrem em ataque no Afeganistão

Cabul, 8 fev (EFE).- Seis funcionários do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) morreram nesta quarta-feira e outros dois estão desaparecidos após um ataque a um comboio no norte do Afeganistão, informou uma fonte da organização.

"Seis empregados do CICV morreram em um ataque armado na província nortista de Jawzjan hoje de manhã", indicou Ahmad Ramin Ayaz, porta-voz da organização em Cabul, que não deu detalhes sobre a nacionalidade das vítimas.

"Por enquanto só sabemos que um grupo armado atacou o comboio de veículos, mas é cedo para saber quem está por trás do ataque", afirmou.

Em uma notificação posterior em sua conta no Twitter, o CICV confirmou a morte dos seis funcionários e explicou que há "dois desaparecidos".

Em meados de janeiro, a Cruz Vermelha pediu a todas as partes envolvidas no conflito afegão que garantam a segurança de seus trabalhadores.

"A mensagem principal (a todas as partes envolvidas na guerra) é que forneçam às organizações humanitárias a segurança necessária para que sejam capazes de ajudar os afegãos que sofrem pelo conflito", manifestou na ocasião o porta-voz do CICV no Afeganistão Thomas Glass.

O CICV trabalha no Afeganistão há 30 anos, onde oferece ajuda médica, serviços de água e sanitários; realiza visitas a centros de detenção e atua como intermediário neutro para permitir que o trabalho humanitário chegue a todo o país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos