EI reivindica autoria de lançamento de foguetes do Egito contra Israel

Cairo, 9 fev (EFE).- O grupo terrorista Estado Islâmico (EI) reivindicou nesta quinta-feira a autoria do lançamento de foguetes a partir do território do Egito contra a cidade de Eilat, no sul de Israel, em um ataque que não produziu vítimas.

Em mensagem divulgada pela internet, o EI afirmou que os foguetes eram de tipo Grad e tinham como alvo o povo judeu, que o grupo jihadista qualificou de "usurpador" e ameaçou com futuros ataques.

Os foguetes foram lançados ontem à noite da Península do Sinai, onde operam grupos terroristas e, em sua maioria, foram interceptados pelo sistema defensivo Domo de Ferro, informou o exército israelense em comunicado.

Os foguetes não deixaram feridos, mas ativaram os alarmes antiaéreos da cidade litorânea, um dos principais destinos de férias dos israelenses que se encontra às margens do Mar Vermelho, próximo das fronteiras com Jordânia e Egito.

Embora não seja algo frequente, a cidade de Eilat já foi alvo de ataques com foguetes provenientes do Sinai no passado, como ocorreu em 2014 durante a ofensiva militar israelense contra as milícias do Hamas na Faixa de Gaza.

Na Península do Sinai operam vários grupos terroristas, entre eles o Wilayat Sina (Província do Sinai), braço egípcio do EI, que reivindicou a autoria de lançamentos anteriores de foguetes contra o território israelense.

A província do Norte do Sinai foi declarada como zona de exclusão militar e o governo egípcio impôs um toque de recolher e impede o acesso à imprensa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos