Israel permite entrada de anestésicos em Gaza após 2 dias de veto

Gaza, 9 fev (EFE).- Israel permitiu nesta quinta-feira a entrada de anestésicos na Faixa de Gaza depois que na última terça-feira impediu o fornecimento deste material para os hospitais do território palestino, informou o Ministério da Saúde da Palestina.

O porta-voz palestino, Ashraf al Qedra, declarou que hoje chegaram 2.800 quilos de gás anestésico "que serão suficientes só para dois meses".

As autoridades palestinas de Gaza receberam na terça-feira uma comunicado de Israel que proibia a entrada de óxido nitroso, utilizado como anestésico nas operações cirúrgicas nos centros de saúde.

"Após as pressões da Organização Mundial da Saúde, o gás foi enviado à Gaza nesta quinta-feira", relatou Qedra.

Com a chegada ao poder em 2007 do movimento islamita Hamas, Israel impôs um bloqueio ferrenho com o qual controla o trânsito de mercadorias e combustível na Faixa de Gaza, que entram pela passagem fronteiriça de Karem Shalom.

De maneira paulatina, as autoridades israelenses aliviaram parte das restrições, mas ainda existem impedimentos à livre entrada de materiais e limitações temporárias de quantidade e do tipo de produto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos