Mais de um milhão de deslocados voltam à província iraquiana de Ninawa

Bagdá, 9 fev (EFE).- Um total de 1,65 milhão deslocados iraquianos retornaram à província setentrional de Ninawa, desde que o exército retomou o controle de grande parte da área que estava sob domínio do grupo jihadista Estado Islâmico (EI) nos últimos quatro meses, informou nesta quinta-feira o ministro de Migrações do Iraque, Jassim Mohammed al Yaf.

Após uma reunião com a subdiretora da organização Human Rights Watch (HRW) para o Oriente Médio, Lama Fakih, Al Yaf afirmou em comunicado que o Ministério "assegura a volta dos deslocados a suas casas em Ninawa".

O ministro iraquiano acrescentou que 60 mil deslocados retornaram nesta quinta-feira, graças à colaboração dos ministérios de Transporte e da Segurança, a Ninawa, cuja capital é Mossul.

Igualmente, Al Yaf indicou no texto que o Ministério, cuja sede é em Bagdá, recebe diariamente entre mil e 1.500 deslocados.

Segundo números da ONU, 180 mil pessoas deixaram suas casas no leste de Mossul fugindo dos combates e outros 550 mil civis permaneceram na cidade desde o início da ofensiva no último dia 17 de outubro.

A grande maioria dos deslocados se refugiou em 13 acampamentos construídos pelo governo iraquiano e outras organizações, dos quais dez já estão cheios.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos