Cazaquistão e Espanha comemoram 25 anos de relações diplomáticas

Astana, 10 fev (EFE).- Espanha e Cazaquistão comemoram neste sábado o 25º aniversário do estabelecimento de suas relações diplomáticas, que começaram menos de dois meses depois da independência do país centro-asiático da então União Soviética.

"Atualmente, a Espanha é um dos parceiros de maior importância política e econômica para o Cazaquistão na Europa", explicou à Agência Efe o vice-ministro das Relações Exteriores cazaque, Roman Vassilenko.

Cazaquistão e Espanha assinaram em 2009 um Acordo de Associação Estratégica que representa a criação de uma grande plataforma de cooperação nos âmbitos político, econômico, científico e tecnológico, assim como no setor de defesa e de cultura.

"A Espanha foi o segundo país europeu a assinar com o Cazaquistão um acordo de tão alto nível", disse Vassilenko.

Ao longo destes 25 anos, as duas nações assinaram também vários acordos relativos a diferentes âmbitos, tais como justiça, turismo, educação, ciência e administração pública.

"A Espanha sempre teve consciência da importância geopolítica da Ásia Central e do papel imprescindível do Cazaquistão na região. Sempre soubemos da importância de reforçar a cooperação", disse à Efe o embaixador espanhol no Cazaquistão, Pedro José Sanz.

Além disso, de uma perspectiva econômica, o nível de cooperação teve um constante crescimento.

"Um aspecto muito importante desta cooperação é o estabelecimento no Cazaquistão de empresas espanholas de renome como Zara, Mango, Repsol, Talgo, Maxam e Indra", explicou Sanz.

Por sua vez, os laços diplomáticos entre os dois países abrangem também o âmbito político, onde Cazaquistão e Espanha mostraram publicamente seu apoio mútuo a candidaturas em organizações internacionais de diferente índole.

"O apoio da Espanha durante a escolha do Cazaquistão para presidir a Osce em 2010 e o Conselho de Segurança da ONU para o biênio 2017-2018, ou ainda a escolha de Astana como sede da EXPO-2017, são um claro exemplo disso", disse Vassilenko.

Atualmente, um passo a ser dado por parte da diplomacia de ambos os países é a criação de um voo direto entre as capitais, uma meta a ser atingida durante a realização da Exposição Universal deste verão (hemisfério norte) em Astana, e que deve ser um teste de rentabilidade de negócios para as companhias aéreas comerciais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos