Ministro da Defesa deixa Portugal perante onda de violência no ES

Guarda (Portugal), 10 fev (EFE).- O ministro da Defesa, Raúl Jungmann, interrompeu uma visita a Portugal perante os mais de cem assassinatos registrados desde sábado passado em Vitória, capital do Espírito Santo.

Segundo disseram hoje à Agência EFE fontes do Ministério da Defesa português, o ministro partiu ontem à noite rumo ao Brasil.

Jungmann tinha viajado para Portugal para participar de um encontro sobre Defesa e visitar, junto com seu colega português, várias empresas relacionadas com a indústria naval e aeronáutica.

O fórum, inaugurado nesta quinta-feira no Porto, tinha como objetivo fomentar a troca de experiências e conhecimentos neste setor da indústria da defesa, a fim de aumentar o desenvolvimento econômico e buscar acordos entre ambos os países.

O ministro retornou para acompanhar de perto a situação em Vitória por causa da greve da Polícia Militar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos