Partido da oposição diz que Odebrecht financia principal sindicato do Panamá

Cidade do Panamá, 10 fev (EFE).- O poderoso sindicato da construção panamenho, Suntracs, é financiado pela Odebrecht, segundo o secretário-geral do histórico Partido Revolucionário Democrático (PRD), Pedro Miguel González, que fez a acusação nesta sexta-feira.

"Todo o crescimento econômico vivido no Panamá nos últimos anos contribuiu (para o orçamento da Suntracs), mas são talvez os empresários da Odebrecht os principais financiadores desta organização à luz da lei", disse González, que também é deputado da Assembleia Nacional.

O secretário do PRD, um partido que se define como de oposição, respondeu em entrevista coletiva sobre a posição do Suntracs, que nesta sexta-feira protestou nas ruas contra o governo e a corrupção e voltou a exigir uma Assembleia Constituinte originária no Panamá.

"Não quero personalizar este tema, mas há grupos dentro da sociedade panamenha que têm todo o direito para se manifestar e fazer suas abordagens, no caso particular que o senhor menciona (Suntracs), estamos falando de um sindicato extremamente poderoso, com um orçamento superior a US$ 100 milhões", acrescentou González.

O Sindicato Único Nacional de Trabalhadores da Construção e Similares (Suntracs) convocou protestos para hoje, um dia depois de o presidente do país, Juan Carlos Varela, ser acusado de ter recebido "doações" da Odebrecht através do seu ex-ministro conselheiro e ex-presidente do governante Partido Panamenho, Ramón Fonseca Mora.

Essas e outras revelações, sobre suposta ingerência do Executivo no Poder Judiciário, foram feitas por Mora poucas horas antes de ele ser levado pela polícia para prestar esclarecimentos sobre a suposta ligação de seu polêmico escritório, Mossack Fonseca, no caso da operação Lava Jato. Tanto ele quanto o sócio Jürgen Mossack estão sob prisção preventiva e aguardando que hoje continuem a depor ao Ministério Público.

Ontem, Varela negou ter recebido doações da Odebrecht e anunciou que vai divulgar uma lista validada pelo Tribunal Eleitoral dos contribuintes de sua campanha, o que deve acontecer nas próximas horas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos