EI divulga imagens de execução de 5 membros do Exército do Egito no Sinai

Cairo, 11 fev (EFE).- A filial do grupo Estado Islâmico (EI) no Egito divulgou uma série de fotos que mostram a execução de cinco membros do Exército do país na Península do Sinai.

Segundo informações do serviço internacional de inteligência antiterrorista "SITE", nas imagens, cuja autenticidade não foi verificada e que foram divulgadas pelo aplicativo Telegram, é possível ver um homem armado, com uniforme militar, disparando contra cinco pessoas, que caem com o rosto no chão do deserto.

O EI chamou de "apóstatas" os cinco membros do Exército do Egito capturados na região central da Península do Sinai. No entanto, não há informações sobre quando eles foram executados.

O Exército do Egito disse ontem que matou 500 terroristas na Península do Sinai desde setembro de 2015, quando teve início a Operação "Direito do Mártir", de combate aos radicais.

Vários grupos jihadistas, incluindo a filial egípcia do EI, mantêm suas bases no norte do Sinai, palco de contínuas ações militares.

O Ansar Beit al Maqdis jurou lealdade ao grupo jihadista em 2014 e passou a se chamar Wilayat al Sina, em referência a um dos territórios que formam o califado que os extremistas proclamaram nas regiões dominadas na Síria e no Iraque.

O Exército do Egito declarou a província do Norte do Sinai área de exclusão militar em 2014. Depois, decretou um toque de recolher na região e fechou o acesso aos veículos de imprensa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos