Rajoy quer continuar como líder do PP para lutar contra populismo na Europa

Madri, 11 fev (EFE).- O presidente do Governo da Espanha, Mariano Rajoy, afirmou neste sábado que quer continuar no comando do Partido Popular (PP) para defender a unidade do país e lutar contra o populismo que se estende pela Europa.

Rajoy discursou na segunda jornada do Congresso do PP para defender sua candidatura à presidência do partido, quarto que exerce desde 2004 e que manterá por mais quatro anos já que é o único concorrente na disputa.

Os aplausos durante o discurso já antecipam a reeleição. Rajoy explicou que manterá a atual direção do PP, com María Dolores de Cospedal, ministra da Defesa da Espanha, como secretária-geral.

Rajoy chegou ao congresso sem oposição interna. Presidente do Governo da Espanha desde 2011, o líder do PP conseguiu superar os piores momentos da crise econômica no país e se consolidou no cargo em outubro do ano passado, após dez meses de governo interino diante da falta de acordo entre os partidos no parlamento.

O líder do PP lembrou no discurso os momentos de "extrema dificuldade", tanto os derivados da crise como os da interinidade. "Quiseram nos fechar o caminho, nos encurralar, mas o resultado é que o PP segue à frente do governo da Espanha", disse Rajoy.

Isso ocorreu, segundo o presidente do Governo, porque o PP é um partido que defende a mesma mensagem e a mesma política em toda a Espanha, uma crítica aos partidos da oposição esquerdista no país.

"Oferecemos bom senso e moderação, não defendemos revoluções", disse o líder conservador, que completará 62 anos em março e que deu sinais de que quer continuar no poder. "Ainda tenho muito para dar", disse Rajoy.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos