Começa votação para eleições presidenciais no Turcomenistão

Moscou, 12 fev (EFE).- A votação para as eleições presidenciais que se realizam hoje no Turcomenistão começou em um clima de calma e ativa participação popular, informaram veículos de imprensa russos desde Achkabad, a capital dessa antiga república soviética em Ásia Central.

Os colégio eleitorais, 2.548 em todo o país, começaram a receber os eleitores às 7h (horáio local, oh em Brasília GMT) e permanecerão abertos até 19h (14h GMT), após o que começo a apuração.

Embora sejam nove os candidatos que participam da corrida presidencial, ninguém dúvida que o atual chefe do Estado, Kurbanguly Berdimujamedov, será reeleito pela segunda vez com uma vitória arrasadora na urnas, que fará desnecessária a realização de um segundo segundo turno.

Berdimujamedov chegou ao poder após a morte, no fim de 2006, de Saparmurat Niyázov, o primeiro presidente do Turcomenistão independente, que governou o país com mão de ferro e o transformou em uma verdadeira autarquia.

"O Turcomenistão nunca teve eleições livres e limpas, e estas não são uma exceção", denunciou às vésperas do dia eleitoral o diretor da Human Rights Watch para a Europa e Ásia Central, Hugh Williamson.

Segundo Williamson, não se pode celebrar verdadeiras eleições em um país no qual as autoridades "controlam estritamente todos os aspectos da vida pública, violando direitos fundamentais, como a liberdade de imprensa e da sociedade civil".

Ao todo, 3,2 milhões de eleitores vão votar, sendo os primeiros depois da reforma constitucional aprovada em setembro do passado, que ampliou de cinco para sete anos o período do mandato presidencial e que eliminou o teto de idade (70 anos) para ser candidato à chefia do Estado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos