Gregos voltam para casa depois de bomba da 2ª Guerra ser retirada

Atenas, 12 fev (EFE).- Os 70. mil moradores do distrito de Kordalios, da cidade grega de Salônica, começaram a retornar a suas casas uma com o fim da operação de retirada da bomba da Segunda Guerra Mundial achada semana passada em um posto de gasolina em obras.

"Tudo terminou bem", anunciou o governador regional da Macedônia Central, Apostolos Tzitzikostas, ao fim da operação, lembrando que a evacuação de hoje foi a maior já feita na Grécia em tempos de paz.

Um grupo de seis especialistas do Exército grego conseguiu desativar o detonador, o que facilitou a retirada da bomba, de 250 quilos. O artefato foi transportado a um terreno militar nos arredores para uma explosão controlada.

Todos os moradores do distrito do oeste de Salônica tiveram que deixar suas casas como medida de segurança. A Polícia tinha estabelecido um perímetro de segurança de 1.900 metros onde residem mais de 70 mil pessoas e está instalado um centro de refugiados, que também foi esvaziado.

Segundo as autoridades locais, acredita-se que a bomba, que estava a apenas cinco metros e meio de profundidade, contém 150 kg de explosivos.

De acordo com a agência de notícias grega "AMNA", calcula-se que a bomba poderia ser de procedência britânica e usada em 1943 no bombardeio dos aliados britânicos contra as forças de ocupação nazista.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos