Israel não permitirá que ex-presidente do Peru entre no país

Jerusalém, 12 fev (EFE).- Israel não permitirá a entrada no país do ex-presidente do Peru Alejandro Toledo, confirmou neste domingo à Agência Efe um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores.

"O senhor Alejandro Toledo poderá entrar em Israel unicamente quando colocar em ordem seus assuntos no Peru", disse o porta-voz da Chancelaria israelense, Emanuel Najshon.

A possível chegada de Toledo ao país, que não foi confirmada de forma oficial, é esperada para hoje no aeroporto de Ben Gurion, nos arredores de Tel Aviv, em um voo da United Airlines procedente de San Francisco, nos Estados Unidos.

A previsão inicial é que o voo aterrissasse em Israel às 20h11 locais (16h11 em Brasília), mas o cronograma do aeroporto indica que o avião da United Airlines chegará com uma hora de atraso.

Najshon não quis confirmar se Toledo está na aeronave, mas fontes do Ministério de Emigração afirmaram ao serviço de notícias "Ynet" que o ex-presidente peruano é um dos passageiros.

"Não sei se ele está ou não no avião, mas isso é irrelevante. Não permitiremos sua entrada", disse Najshon à Efe.

Fontes diplomáticas e da Justiça de Israel acompanham de perto o caso do ex-presidente peruano, suspeito de ter recebido US$ 20 milhões em propinas da Odebrecht. Na sexta-feira, o Peru alertou o governo israelense que Toledo poderia fugir para o país, já que sua esposa, Eliane Karp, é uma judia de origem belga.

Além disso, Israel seria um refúgio ideal para o ex-presidente porque o país não tem um acordo de extradição com o Peru.

A ausência de um tratado sobre o assunto, porém, não impediu que Israel pedisse ao Peru a extradição do juiz Dan Cohen por crimes de suborno da empresa alemã Siemens à Companhia Elétrica de Israel. Após vários esforços diplomáticos, o magistrado acabou extraditado, o que agora coloca o governo israelense em posição complicada.

Fontes do Ministério das Relações Exteriores que pediram anonimato admitiram à Efe que a entrada de Toledo no país colocaria Israel em um "sério aperto". Em particular, por se tratar de um assunto de "reciprocidade judicial e diplomática", mas também por colocar Israel no meio de uma polêmica de alcance transnacional.

Pessoas próximas a Toledo em Israel não confirmaram nem desmentiram que o ex-presidente está no voo, mas, durante a tarde, o celular particular do presidente seguia com sinal e com cobertura, um indício de que talvez ele não tenha subido no avião.

O ministro do Interior do Peru, Carlos Basombrío, informou que a Justiça dos Estados Unidos exigiu mais documentos para proceder com a prisão de Toledo. Em declarações ao "Canal N", o ministro disse que informações "extraoficiais" indicavam que o ex-presidente não tinha embarcado em direção a Israel.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos