Maduro pede que Justiça aplique "mão firme" aos envolvidos no caso Odebrecht

Caracas, 12 fev (EFE).- O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, pediu neste domingo que a Justiça aplique "mão firme" aos envolvidos no escândalo da construtora brasileira Odebrecht, que pagou US$ 98 milhões em propinas no país.

"Todo meu apoio ao Ministério Público e ao Poder Judiciário que façam justiça no caso Odebrecht. E que os responsáveis de receberem propinas ou de terem abandonado obras que são de interesse público vão para a prisão. Mão firme com isso", disse Maduro em seu programa semanal de televisão.

O presidente afirmou que vários casos já estão abertos na Justiça venezuelana para investigar os responsáveis pelas irregularidades que, segundo o Departamento de Justiça dos Estados Unidos, ocorreram no país entre 2006 e 2015.

"Que a justiça siga sendo feita. Como chefe de Estado, dou todo meu apoio ao Ministério Público em suas investigações. Nós cumpriremos as ordens do Poder Judiciário e do Ministério Público", destacou o presidente.

Maduro explicou que as obras da Odebrecht no país estão sendo entregues ao governo, que planeja terminá-las com investimento e mão de obra locais.

"Dei instruções ao ministro de Obras Públicas, ao vice-presidente. Nesta semana, devemos nos dedicar a receber os projetos de todas as obras e a completá-las. Não quero mais atrasos e tenho os recursos (para concluí-las)", afirmou Maduro.

No último dia 26 de janeiro, a procuradora-geral da Venezuela, Luisa Ortega Díaz, informou que estava investigando se as obras executadas por consórcios da Odebrecht estavam concluídas. Além disso, os promotores avaliavam se houve pagamento de propinas.

A Assembleia Nacional da Venezuela, de maioria opositora, começou a investigar o escândalo em dezembro do ano passado. Na época, os parlamentares assinalaram que o governo assinou "importantes e multimilionários" acordos com a construtora brasileira.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos