Locutor e diretor de rádio dominicana são mortos durante transmissão ao vivo

Santo Domingo, 14 fev (EFE).- Um locutor e o diretor de uma rádio de San Pedro de Macorís, no leste da República Dominicana, morreram durante uma transmissão ao vivo nesta terça-feira ao serem baleados por um homem que invadiu a sede do veículo, informaram à Agência Efe fontes do Colégio Dominicano de Jornalistas (CDP).

O locutor Luis Manuel Medina e o diretor Luis Martínez estavam ao vivo na rádio "103.5 FM" no momento do ataque e não resistiram aos ferimentos causados pelo atirador.

O presidente do CDP, Olivo de León, disse à Efe que o homem entrou na rádio, localizada em um centro comercial, e sem falar nada, disparou contra os dois jornalistas e outras pessoas que tentavam entrar na sede da empresa. A secretária Dayana García também foi atingida e ficou gravemente ferida.

As primeiras informações oficiais indicam que apenas uma pessoa participou do ataque. No entanto, alguns veículos da imprensa local afirmam que dois homens invadiram a emissora;

Em fotos divulgadas nas redes sociais é possível ver Medina caído no chão em cima de uma poça de sangue, e Martínez sentado em uma poltrona após ser baleado e com muito sangue na região do tórax.

Um vídeo divulgado no Facebook mostra o instante em que ocorrem os primeiros disparos enquanto Medina narrava as notícias.

Os dois jornalistas conduziam o programa Milenio Caliente. Medina, além disso, fazia parte da equipe de cronistas da equipe dominicana de beisebol Estrellas Orientales.

O presidente do CDP exigiu uma "imediata pesquisa" do ocorrido e a prisão dos responsáveis pelo homicídio duplo.

A polícia está nos arredores da sede da rádio e ainda procura pelo autor dos disparados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos