Senado dos EUA confirma magnata da luta como diretora de pequenas empresas

Washington, 14 fev (EFE).- O Senado dos Estados Unidos confirmou nesta terça-feira a empresária da luta livre, Linda McMahon, como nova diretora da Administração de Pequenas Empresas (SBA), um cargo com categoria ministerial no governo federal.

McMahon, de 68 anos, é cofundadora da bem-sucedida empresa de luta livre World Wrestling Entertainment (WWE) e durante a campanha eleitoral doou US$ 6 milhões a um grupo de apoio ao agora presidente Donald Trump.

Trump anunciou a designação de McMahon para dirigir a SBA no dia 7 de dezembro e hoje esta foi aprovada por grande maioria no Senado, com 81 votos a favor e 19 contra.

A nova diretora da SBA não tem experiência prévia em cargos públicos e em 2010 concorreu, sem sucesso, por uma cadeira no Senado pelo estado de Connecticut.

Ao anunciar sua indicação em dezembro, Trump ressaltou como McMahon "ajudou a fazer a WWE crescer, de uma operação modesta a uma empresa global de cotação pública com mais de 800 funcionários e escritórios no mundo todo".

A SBA, que conta com escritórios em todos os estados dos EUA, tem um orçamento de US$ 710 milhões anuais e 3.200 funcionários, e seu objetivo é promover e facilitar o trabalho das pequenas empresas do país.

Durante o governo do ex-presidente Barack Obama, que elevou a SBA à categoria ministerial, esta agência esteve liderada pela latina de origem mexicana María Contreras-Sweet.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos