Soldados turcos da Otan pediram asilo em Holanda, Bélgica e Alemanha

Haia, 14 fev (EFE).- Pelo menos cem militares turcos disponibilizados à Otan solicitaram asilo em Holanda, Bélgica e Alemanha após a fracassada tentativa de golpe de Estado de julho de 2016 na Turquia, segundo uma investigação da agência holandesa "NOS" divulgada nesta terça-feira.

Esses militares não se encontravam no país de origem porque faziam parte dos 700 que a Turquia tinha destinado a instalações da Otan.

Dois meses depois da fracassada revolta, o Ministério da Defesa turco publicou uma lista de 400 soldados considerados traidores da pátria que tinham recebido uma carta com ordem de voltar à Turquia.

Muitos deles não se atreveram a retornar por medo de serem detidos ao chegarem ao país. O governo turco advertiu que os soldados que não retornassem em um prazo de três meses perderiam a nacionalidade.

Segundo "NOS", há uma "grande preocupação" a respeito dos novos militares enviados pela Turquia às sedes aliadas, já que "não contam com a total confiança dos oficiais dos outros 27 países" da Otan, em um momento de instabilidade regional.

Em declarações ao jornal holandês "NRC", um porta-voz do governo turco informou que os militares que ficaram no exterior teriam conseguido um julgamento justo se retornassem à Turquia e advertiu que seria "inaceitável" que a Holanda os concedesse asilo.

De acordo com o Serviço de Imigração holandês, o número de solicitações de asilo de cidadãos turcos na Holanda chegou a 235 no ano passado.

Na Bélgica, triplicou o número de solicitações, para 736. Na Alemanha, a quantidade passou de dois mil solicitantes turcos há dois anos para 5,7 mil em 2016.

Oficiais entrevistados pela agência holandesa negaram ter relação com a tentativa de golpe e com o pregador Fethullah Gülen, que Ancara acusa de incentivar a revolta.

Após o fracasso do golpe, dezenas de milhares de integrantes do Exército, da Polícia, do Judiciário e do Executivo foram detidos ou suspensos de suas funções. Oficiais aposentados e parte dos diplomatas turcos no exterior também pediram asilo em diferentes países europeus.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos