Insurgentes sequestram mais de 50 agricultores no Afeganistão

Cabul, 15 fev (EFE).- Um grupo de supostos talibãs sequestrou nesta quarta-feira mais de 50 agricultores da minoria étnica uzbeque quando trabalhavam no campo na província de Jawzjan, no norte do Afeganistão, informou à Agência Efe uma fonte oficial.

"Os 52 agricultores, que trabalhavam na agricultura e recolhiam lenha em várias aldeias do distrito de Darzab, foram levados à força por um grupo de talibãs", indicou o porta-voz do governador provincial, Muhamad Reza.

Segundo a fonte, os reféns foram transferidos ao área de Dasht-el-Laili, para onde já se deslocou uma delegação de idosos tribais e líderes religiosos para negociar a libertação.

Quanto à motivação por trás do sequestro, Reza expressou que "os talibãs estão ficando sem dinheiro e desta forma tratam de encontrar novas fontes de financiamento na província".

O grupo insurgente ainda não reivindicou o fato.

Os talibãs intensificaram nos últimos anos sua presença no norte do país, habitadas pelas etnia uzbeque, tajique e turcomana.

Os sequestros são comuns no Afeganistão, embora costumam estar dirigidos a alvos que permitam obter um resgate substancioso, como estrangeiros ou trabalhadores de ONG, ou contra comunidades consideradas contrárias ao ramo sunita do islã, como a etnia xiita hazara.

No entanto, os sequestros de uzbeques são muito pouco comuns.

Os talibãs ganharam terreno no país desde o final da missão de combate da Otan em janeiro de 2015 e o governo afegão controla já quase não 57% do território afegão, segundo dados do Inspetor Geral para a Reconstrução do Afeganistão, do Congresso dos Estados Unidos. EFE

bks-njd/ff

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos