Mulher e filho morrem em bombardeio do EI no leste de Mossul

Erbil (Iraque), 15 fev (EFE).- Uma mulher e seu filho morreram nesta quarta-feira em um bombardeio do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) em um bairro libertado do leste da cidade de Mossul, no norte do Iraque, informou à Agência Efe uma fonte governamental.

Outras duas pessoas ficaram feridas no mesmo bombardeio, que atingiu uma casa no bairro de Al Zahraa, detalhou Gazuan al Daudi, membro do conselho da província de Ninawa, cuja capital é Mossul.

Além disso, três civis ficaram gravemente feridos após a queda de uma bomba desde um drone do EI, que procedia da metade ocidental de Mossul e que caiu em um mercado popular no bairro oriental de Sumer, acrescentou.

Por outro lado, o chefe de segurança da província, Mohammed al Bayati, afirmou que as forças do Exército detiveram um suicida de 12 anos que levava encostado ao corpo um colete com explosivos que pretendia detonar perto das forças de segurança no bairro de Al Nour, no nordeste de Mossul.

Ontem, as Nações Unidas indicaram que foram obrigadas a suspender as entregas de ajuda no leste de Mossul devido à violência do EI, incluídas ações suicidas e com drones.

Segundo o porta-voz da ONU Farhan Haq, os ataques com aparatos aéreos não-tripulados causaram ferimentos leves em vários trabalhadores humanitários e obrigaram a reduzir as atividades de ajuda.

As forças iraquianas se preparam para o assalto aos bairros ao oeste do rio Tigre, que atravessa Mossul do norte aos sul, após haver completado em 24 de janeiro a campanha para libertar a metade leste da cidade.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos