Parte da oposição armada síria se soma às consultas de Astana

Astana, 15 fev (EFE).- Parte da oposição armada síria já se somou às consultas sobre o cessar-fogo na Síria que são realizadas nesta quarta-feira em Astana e das quais participam delegações da Rússia, Irã, Turquia, Jordânia e da ONU, informou o ministro das Relações Exteriores do Cazaquistão, Kairat Abdrakhmanov.

Uma fonte da delegação opositora informou sobre a chegada do Exército Livre Sírio (ELS), um dos grupos armados com mais peso no terreno, para as consultas.

Outros grupos armados, entre eles o influente Jaysh al-Islam (Exército do Islã), com seu líder Mohammed Alloush à frente, chegarão à capital cazaque na próxima madrugada para participar da reunião plenária da segunda rodada de negociações, conhecida já como Astana-2.

O atraso deste e outros grupos opositores para o encontro, aparentemente por motivos alheios à sua vontade, provocou o adiamento até amanhã da reunião plenária que deveria começar hoje.

"O início da reunião de alto nível dentro do processo de Astana sobre a Síria será adiado até as 12h00 (hora local) de 16 de fevereiro de 2017 por razões técnicas", afirmou à Agência Efe o porta-voz da Chancelaria cazaque, Anwar Zhainkove.

Uma fonte da delegação russa apontou que o atraso da oposição síria se deve "às más condições meteorológicas" que a teria impedido de viajar antes a Astana.

Abdrakhmanov antecipou ontem que o objetivo proposto para o encontro por Rússia, Irã e Turquia - países fiadores do cessar-fogo na Síria - é criar um mecanismo de supervisão da trégua que está em vigor no país árabe desde 30 de dezembro.

Esse mecanismo de supervisão, acrescentou, prevê um regime de sanções para as partes que violarem o cessar-fogo.

"Nossa intenção é confirmar as garantias do cessar-fogo. Queremos discutir o mecanismo de aplicação da cessação das hostilidades e os mecanismos de controle da trégua. Para nós, esta é a principal questão", disse hoje o opositor Yahya al-Aridi.

A reunião na capital cazaque servirá de prévia para o reatamento de conversas de paz entre uma delegação governamental síria e outra da oposição em Genebra a partir do próximo dia 20.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos