Ucrânia declara estado de emergência energético por grave déficit de carvão

Kiev, 15 fev (EFE).- O governo da Ucrânia declarou nesta quarta-feira estado de emergência enérgico devido a um grave déficit de antracito, um tipo de carvão produzido nos territórios pró-Rússia no leste do país e que teve a entrada bloqueada por grupos radicais ultranacionalistas ucranianos.

O estado de emergência implicará na restrição de fornecimento elétrico à população. Por isso, o primeiro-ministro do país, Vladimir Groisman, pediu que os radicais interrompam o bloqueio e alertou que as principais cidades do país podem ficar completamente sem luz se acabar o antracito que abastecem as usinas térmicas.

"Essas ações são absolutamente intoleráveis. E acredito que o fornecimento do carvão deve ser desbloqueado com a máxima rapidez possível. O bloqueio levará à paralisação das indústrias metalúrgicas que dão emprego a 300 mil pessoas", alertou Groisman em uma reunião emergencial com os demais ministros do governo.

As reservas atuais de antracito, um tipo de carvão que é usado para produzir mais de 10% da energia elétrica do país, poderiam acabar em nove dias se o bloqueio for mantido.

"Nove dias e temos que apagar os altos fornos. Uma semana mais e teremos que parar todas as indústrias de Mariupol, depois Krivoi e Rog", disse o ministro do Interior da Ucrânia, Arsen Avakov.

"Cerca de 30% da energia é produzida em usinas térmicas, que fornecem calefação a cidades como Kiev, Chernigov e Kharkiv. É impossível fornecer energia a essas cidades de outra forma. Dispor de carvão é básico", alertou o primeiro-ministro.

Um grupo de radicais ucranianos, entre eles antigos combatentes e atuais deputados do parlamento, mantém bloqueadas há três semanas as ferrovias pelas quais o antracito produzido nos territórios pró-Rússia chega ao restante do país.

O argumento dos radicais é que o comércio com os territórios separatistas é fonte de financiamento para as milícias armadas pró-russas, que lutam contra as tropas do governo ucraniano.

Após a revolta armada de 2014 no leste da Ucrânia, o fornecimento de carvão foi suspenso temporariamente, mas se restabeleceu posteriormente.

Do total de 14 usinas térmicas na Ucrânia, sete operam apenas com carvão procedente do leste do país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos