Venezuela abre ação contra "CNN", e operadoras deixam de transmitir emissora

Caracas, 15 fev (EFE).- A Comissão Nacional de Telecomunicações da Venezuela (Conatel) abriu nesta quarta-feira um procedimento administrativo contra a emissora "CNN en Español", acusada de "atentar contra a paz e a estabilidade democrática do país".

"Tal procedimento corresponde ao conteúdo que vem sendo divulgado pela citada emissora internacional de notícias de forma sistemática e reiterada no desenvolvimento de sua programação diária", afirmou a Conatel em comunicado.

Várias operadoras de TV a cabo deixaram de transmitir o sinal da "CNN en Español" minutos depois que um comunicado da Conatel foi lido na emissora estatal "VTV", constatou a Agência Efe.

Posteriormente, a Conatel divulgou o comunicado na íntegra, no qual informa que ordenou como "medida preventiva" a suspensão e a "interrupção imediata" das transmissões da "CNN en Español" no território venezuelano.

A Conatel afirma que é possível perceber na programação da "CNN en Español" "conteúdos que supostamente constituem agressões diretas que atentam contra a paz e a estabilidade democrática da Venezuela".

Além disso, o órgão alega no comunicado que esses conteúdos da emissora "geram um clima de intolerância já que, sem conteúdo probatório e de maneira inadequada, difamam e distorcem a verdade, repetindo as mesmas prováveis incitações de agressões externas contra a soberania da Venezuela".

Ontem, a ministra das Relações Exteriores da Venezuela, Delcy Rodríguez, classificou de "absoluta mentira" uma matéria da "CNN en Español" que revelava uma rede de venda de passaportes venezuelanos a cidadãos do Oriente Médio. Além disso, afirmou que a fonte da investigação do trabalho, Misael López, é um "criminoso".

Rodríguez considerou ser "muito grave" o fato de emissora, que acusou estar "a serviço das agências políticas militares dos Estados Unidos", ter transmitido um programa com o qual pretende vincular o governo venezuelano com um "suposto tráfico de passaportes relacionado com o terrorismo".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos