Em coletiva, Trump afirma que herdou "um desastre" dentro e fora dos EUA

Washington, 16 fev (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, defendeu nesta quinta-feira os "incríveis avanços" que fez desde que chegou ao poder há quase um mês, ao considerar que herdou "um desastre" dentro e fora do país deixado por seu antecessor, Barack Obama.

"Para ser honesto, herdei um desastre, é um desastre, em casa e no exterior", disse Trump em entrevista coletiva, na qual voltou a criticar "as empresas que deixam o país, indo ao México e outras partes".

"Há uma instabilidade em massa no exterior, não importa para onde olhe. O Oriente Médio é um desastre, a Coreia do Norte... Vamos nos ocupar disso, companheiros, vamos nos ocupar de tudo", acrescentou o presidente americano, que lamentou ainda que "o Estado Islâmico (EI) tenha se expandido como um câncer".

Trump assegurou também que seu governo funciona como "uma máquina perfeitamente azeitada", ao rejeitar as informações sobre a existência de caos, crise e atritos dentro da Casa Branca, e declarou que o que está fazendo é cumprir suas "promessas de campanha" para "devolver o governo ao povo".

"Neste último mês houve um grau sem precedentes de ações para os grandes cidadãos de nosso país. Nunca houve uma presidência que tenha feito tanto em um período tão curto de tempo", destacou.

Além disso, Trump ressaltou que "nem sequer começou com o trabalho de verdade, que começa no início da semana que vem", quando anunciará "algumas coisas muito grandes".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos