Estado Islâmico assume autoria de ataque no Paquistão

Cairo, 16 fev (EFE).- O grupo jihadista Estado Islâmico (EI) assumiu a autoria do atentado realizado nesta quinta-feira contra um templo sufista durante a hora da oração na província de Sindh, no sul do Paquistão, no qual morreram pelo menos 50 pessoas e 70 ficaram feridas.

Segundo a agência "Amaq", próxima ao EI, "um suicida do Estado islâmico detonou seu colete de explosivos em uma concentração de xiitas no templo de Lal Shahbaz Qalandar, na região de Shewan".

O chefe da delegacia da polícia desta região, Rasool Bakhsh, afirmou que "50 pessoas morreram, entre elas crianças e mulheres, e mais de 70 ficaram feridas".

O suicida detonou os explosivos no interior do templo Lal Shahbaz Qalandar, quando o recinto estava cheio, declarou à Agência Efe o porta-voz policial Zulqar Nain.

Bakhsh disse que pelo menos 500 pessoas se encontravam no local no momento do atentado.

Trata-se do sexto ataque nesta semana, entre eles um suicida em Lahore (leste do Paquistão) que deixou 14 mortes, e hoje mesmo uma explosão no Baluchistão provocou a morte de três militares.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos