Namorada de Maradona se nega a depor após forte discussão em hotel em Madri

Madri, 16 fev (EFE).- A namorada do ex-jogador argentino Diego Armando Maradona, Rocío Oliva, se acolheu a seu direito de não depor declarar à Polícia, após ter sido citada por causa da forte discussão que o casal teve na quarta-feira em um hotel de Madri, informaram à Agência Efe fontes da Polícia.

A mulher foi chamada a declarar pelos agentes depois que a Polícia e profissionais do serviço de urgência médica (Summa) foram na manhã de ontem ao hotel Eurostars Mirasierra Suite, em Madri, após receber um aviso de uma "forte discussão" entre Maradona e sua companheira.

Após se apresentar no estabelecimento, os agentes comprovaram que nem Maradona nem sua namorada tinham lesões e a Polícia constatou que nenhum dos dois queria apresentar queixa.

Fontes da Polícia assinalaram que, por enquanto, não foi tomado depoimento do ex-jogador nem a princípio ele vai ser citado.

Os agentes chamaram alguns funcionários que estavam no hotel ontem de manhã, que disseram não ter visto nada do ocorrido entre o casal, segundo as fontes.

As diligências devido ao fato estão encerradas e foram enviadas ao juizado local.

Maradona viajou para Madri por causa da partida da Liga dos Campeões entre Real Madrid - onde o argentino é ídolo - e Napoli. EFE

pg/ma

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos