ONG pede que procuradorias da A.Latina atuem com decisão em caso Odebrecht

Berlim, 16 fev (EFE).- A ONG Transparência Internacional (TI) pediu às procuradorias dos 15 países que se reúnem nesta quinta-feira em Brasília, para trocarem informações sobre as investigações envolvendo a operação Lava Jato e as supostas práticas corruptas da construtora Odebrecht, que deem "passos decididos para levar os culpados à justiça".

Em comunicado, a TI afirmou que a reunião de procuradores de Brasil, Antígua e Barbuda, Argentina, Chile, Colômbia, Equador, El Salvador, Guatemala, México, Moçambique, Panamá, Portugal, Peru, República Dominicana e Venezuela representa "uma tremenda oportunidade para abordar a grande corrupção de maneira significativa e global".

O objetivo do encontro é estudar o caso Odebrecht, desde o financiamento ilegal de campanhas eleitorais, ao pagamento de propinas para obter contratos de obras públicas.

Os países convocados solicitaram informação às autoridades brasileiras, que há mais de dois anos iniciaram a operação Lava Jato.

"Os procuradores devem usar esta oportunidade para compartilhar experiências, estratégias e informações para melhorar seu trabalho. Em cada país, o povo reivindica os mesmos resultados que conseguiram os procuradores do Brasil", opinou o presidente da TI, José Ugaz.

A ONG propõe a criação de um grupo de investigação conjunto em escala global que se concentre nos paraísos fiscais e na lavagem de dinheiro, convencida de que uma investigação coordenada é essencial para desmantelar sistemas corruptos que perpetuam a pobreza e a desigualdade na América Latina e na África, onde a Odebrecht também atuou.

Para garantir a eficiência e a transparência das investigações, a TI pede que a sociedade civil tenha acesso a qualquer acordo de cooperação, incluindo os acordos de leniência com empresas que possam colaborar com as autoridades.

A ONG propõe também que os recursos obtidos com multas e acordos se destinem a programas de prevenção da corrupção e de responsabilidade social.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos