Trump promete nova ação executiva para "proteger" EUA na próxima semana

Washington, 16 fev (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta quinta-feira que na próxima semana haverá uma nova ação executiva para "proteger" o país, sem oferecer mais detalhes, durante uma entrevista coletiva na Casa Branca.

"Vamos emitir uma nova ação executiva na próxima semana que protegerá nosso país de forma exaustiva", declarou Trump.

O presidente americano se referiu assim às novas medidas que prometeu há dias para substituir sua ordem migratória do final de janeiro, bloqueada temporariamente por um tribunal de apelações e que suspendia a entrada de refugiados nos EUA e a concessão de vistos a cidadãos de sete países de maioria muçulmana.

De fato, o Departamento de Justiça informou hoje ao Tribunal de Apelações do Nono Circuito, com sede em San Francisco (Califórnia) e autor da decisão que bloqueou essa ordem migratória de Trump, da intenção do governo de substituir essa medida por outra nova "em breve".

Na semana passada, um painel de três juízes desse tribunal decidiu manter o bloqueio a essa ordem imposto pelo juiz federal James Robart a pedido dos procuradores estaduais de Washington e Minnesota, ambos democratas.

O governo estava avaliando sua resposta legal à decisão desse painel, que passava por interpor um recurso perante a Suprema Corte ou solicitar outra avaliação da decisão a uma corte federal com um número maior de juízes.

Porém, hoje o Departamento de Justiça esclareceu que não optará por nenhuma dessas, mas por substituir a ordem migratória do último dia 27 de janeiro com outra nova, como disse Trump.

"Desta maneira, o presidente abrirá o caminho para proteger imediatamente o país ao invés de seguir adiante com litígios adicionais e potencialmente lentos", indicou o Departamento de Justiça nos documentos apresentados perante a corte de San Francisco.

O decreto de Trump de 27 de janeiro suspendia durante 120 dias o programa de amparada de refugiados dos EUA e freava durante 90 dias a emissão de vistos para cidadãos de sete países de maioria muçulmana e com histórico terrorista: Líbia, Sudão, Somália, Síria, Iraque, Irã e Iêmen.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos