Turquia acusa Alemanha de perseguir imãs turcos por motivos políticos

Istambul, 16 fev (EFE).- O ministro da Justiça da Turquia, Bekir Bozdag, criticou nesta quinta-feira as buscas feitas nas residências de quatro imãs turcos na Alemanha sob a suspeita de terem cometido atos de espionagem em nome do governo de Ancara, que acusa Berlim de agir por "motivos políticos".

"A investigação carece de fundamentos de direito e é uma óbvia demonstração de que está acontecendo por motivos políticos", disse Bozdag em entrevista à emissora pública turca "TRT".

Bozdag considerou falsa a suspeita de que estes imãs, membros da federação islâmica alemã Ditib, que está diretamente vinculada ao governo turco, tenham tentado compilar dados sobre supostos membros da confraria do clérigo Fethullah Gülen, um cidadão turco exilado nos Estados Unidos que é considerado "terrorista" por Ancara.

O governo turco acusa os seguidores de Gülen de terem organizado a tentativa fracassada de golpe de Estado ocorrida em 15 de julho de 2016, apesar do clérigo negar tal associação.

"Esta investigação começou depois que a organização terrorista dos gülenistas acusou os líderes religiosos de espionagem, e mostra como as autoridades alemãs dão facilmente crédito ao que dizem os terroristas que trabalham contra a Turquia", disse Bozdag.

O ministro considerou que este caso "prejudicará, sem dúvida alguma, as relações de amizade entre os dois países".

A própria Ditib, uma organização religiosa alemã vinculada por seus estatutos ao Ministério da Religião (Diyanet) da Turquia, admitiu em janeiro que "alguns" de seus imãs poderiam ter "agido mal", tentando compilar dados sobre muçulmanos residentes na Alemanha suspeitos de serem simpatizantes de Gülen.

O próprio governo turco pediu publicamente aos cidadãos que colaborassem na denúncia de possíveis gülenistas e insistiu que o expurgo realizado na Turquia deve se estender a todos os países com presença da confraria do clérigo islamita.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos