Governo colombiano se diz preparado para assumir obra inacabada da Odebrecht

Bogotá, 17 fev (EFE).- O Ministério de Transporte da Colômbia anunciou nesta sexta-feira que está "preparado" para assumir o controle do projeto da rodovia Rota do Sol setor II, do qual a construtora brasileira Odebrecht foi afastada por causa do escândalo de corrupção que envolve a obra.

A Superintendência de Indústria e Comércio da Colômbia ordenou ontem que a Agência Nacional de Infraestrutura (ANI) desse por encerrado o contrato da construção da estrada, assinado com um consórcio liderado pela Odebrecht, e abrisse uma nova licitação.

"Se amanhã mesmo quisermos assumir o controle da Rota do Sol II, amanhã mesmo o Instituto Nacional de Vias poderá fazê-lo", afirmou o ministro de Transporte, Jorge Eduardo Rojas.

Além disso, Rojas ressaltou que há trechos muito avançados da obra que "poderiam ser perdidos caso não se aja rapidamente".

Neste sentido, o Ministério de Transporte indicou que já realizou um aporte orçamentário de mais de 400 bilhões de pesos colombianos (cerca de US$ 138 milhões) para acelerar a licitação que permitirá reativar as obras no segundo semestre.

As investigações na Colômbia sobre a rede de propinas da Odebrecht tiveram foco nos contratos obtidos para a construção desta importante rodovia, de cerca de 600 quilômetros, que liga o centro com o norte do país, assim como nas obras de melhoria da navegabilidade do rio Magdalena.

Até o momento, pelos casos de propina no projeto da Rota do Sol II, estão detidos o ex-vice-ministro de Transporte Gabriel García Morales, que aceitou as acusações por ter recebido US$ 6,5 milhões, e o ex-senador Otto Bula, que recebeu US$ 4,6 milhões.

Além disso, o escândalo da Odebrecht respingou na semana passada nas campanhas eleitorais de 2014 do presidente Juan Manuel Santos e do opositor Óscar Iván Zuluaga, do partido Centro Democrático, motivo pelo qual tanto a Procuradoria Geral da Nação como o Conselho Nacional Eleitoral abriram investigações.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos