Turquia toma medidas para evitar "fogo amigo" com a Rússia na Síria

Istambul, 17 fev (EFE).- O exército da Turquia vai aplicar medidas para evitar o "fogo amigo" com as tropas da Rússia na Síria, para prevenir fatos como ocorrido em 9 de fevereiro, quando três soldados turcos morreram em um ataque da aviação russa perto da cidade síria de Al Bab, informou nesta sexta-feira o jornal "Hürriyet".

Uma dessas medidas é que aviões dos dois países voem em paralelo na missões conjuntas que realizam contra grupos jihadistas. A outra é que serão realizadas missões de vigilância entre o espaço aéreo turco e Al Bab.

Também foi estabelecida uma troca contínua de coordenadas entre os dois países.

Embora Ancara e Moscou insistam que a morte dos soldados turcos se tratou de um acidente, ainda não está claro como a aviação russa pôde disparar sobre posições do exército turco no norte da Síria.

A Rússia assegura que seus aviões foram guiados nesse ataque por coordenadas oferecidas pela Turquia e que os soldados turcos não deveriam estar nesse ponto.

Ancara, por sua vez, suspeita que o exército russo pode ter sido enganado pelo governo sírio, aliado de Moscou, mas que é adversário da Turquia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos