Venezuela repudia acusações de Macri sobre violação de direitos humanos

Caracas, 17 fev (EFE).- O governo de Nicolás Maduro repudiou nesta sexta-feira as declarações do presidente da Argentina, Mauricio Macri, que afirmou que acompanha a situação da Venezuela a partir de uma "posição firme" e "sem eufemismos" porque a democracia e os direitos humanos não estão sendo respeitados no país.

"A Venezuela repudia as declarações do presidente @mauriciomacri por sua ingerência ofensiva contra o Estado venezuelano", afirmou a ministra das Relações Exteriores do país, Delcy Rodríguez, em mensagem divulgada no Twitter.

A chanceler afirmou que seu país jamais atenderá às vozes dos inimigos e disse que Macri "é um fracassado, repudiado por seu povo e que se esconde dos argentinos". "A covardia o governa", escreveu a chefe da diplomacia venezuelana na rede social.

"É penoso o empobrecimento sofrido pela Argentina em tempo recorde sob sua presidência... O mundo presenciou com estupor como @mauriciomacri governa para sua família e suas empresas corruptas. Entrará para o lodaçal da história", completou Rodríguez.

Em entrevista à imprensa espanhola na residência oficial de Olivos devido a uma visita que fará a Madri na próxima semana, Macri criticou a decisão da Suprema Corte da Venezuela de ratificar a condenação de quase 14 anos de prisão ao opositor Leopoldo López.

"Foi uma 'pseudo' Corte Suprema que confirmou uma condenação que não corresponde", disse Macri, para depois afirmar que a situação está pior na Venezuela do que há um ano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos