China suspende todas as importações de carvão da Coreia do Norte

Pequim, 18 fev (EFE).- A China anunciou neste sábado a suspensão de todas as importações de carvão da Coreia do Norte a partir de amanhã, uma medida tomada para cumprir as sanções da ONU contra o regime de Pyongyang.

A proibição estará em vigor até 31 de dezembro deste ano, segundo um comunicado conjunto emitido pelo Ministério de Comércio e pela Administração Geral de Alfândegas da China.

A nota detalha que a decisão se inscreve na aplicação da resolução 2321 do Conselho de Segurança das Nações Unidas, aprovada no final de novembro do ano passado e na qual foram incluídas novas sanções contra a Coreia do Norte por seus programas nuclear e de mísseis.

Após a aprovação dessa resolução, a China já havia anunciado restrições temporárias à compra de carvão norte-coreano.

A decisão de hoje chega acontece depois que nesta semana várias informações apontaram que a China tinha rejeitado a chegada de uma carga de carvão norte-coreano.

A China é o único comprador de carvão da Coreia do Norte, uma das poucas vias de entrada de divisas do regime de Pyongyang.

O anúncio ocorre, além disso, depois do assassinato na Malásia de Kim Jong-nam, irmão do líder norte-coreano, Kim Jong-un, embora o governo chinês tenha evitado fazer qualquer comentário sobre este crime, exceto assinalar que segue de perto a investigação das autoridades locais.

A primeira e a segunda esposa do falecido Kim Jong-nam vivem na China (Pequim e Macau), junto com os três filhos que teve com ambas. EFE

rcf/rsd

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos