EUA demitem assessor de Segurança Nacional por criticar Trump

Washington, 18 fev (EFE).- A Casa Branca demitiu "de maneira abrupta" um alto assessor do Conselho de Segurança Nacional (NSC) após saber que tinha criticado o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e sua equipe em um evento, segundo informou neste sábado o jornal especializado "Politico".

Craig Deare, que era diretor do NSC para o continente americano, foi despedido na sexta-feira após criticar duramente Trump e seus assessores mais próximos em uma mesa-redonda fechada à imprensa no centro de estudos Wilson Center perante um grupo de acadêmicos, segundo fontes do "Politico".

Deare criticou o estrategista chefe de Trump, Steve Bannon, assim como sua filha mais velha, Ivanka Trump, e o marido desta, Jared Kushner, que é um de assessores principais do presidente.

Além disso, se queixou que os altos assessores de segurança nacional, como ele, não têm acesso ao presidente e ofereceu uma "detalhada e embaraçosa" descrição da última conversa por telefone de Trump com o presidente mexicano, Enrique Peña Nieto, no dia 27 de janeiro.

A demissão do assessor acontece em meio a uma tempestade política no NSC, após a renúncia na segunda-feira do assessor principal de Segurança Nacional de Trump, Michael Flynn.

Sua renúncia aconteceu depois que ficou demonstrado que enganou o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, e outros altos cargos do governo sobre o conteúdo de seus contatos com o governo russo.

Trump entrevista neste fim de semana candidatos para substituir Flynn em sua residência de Mar-a-Lago, na Flórida, depois que sua primeira escolha, o vice-almirante Robert Harward, recusou a oferta. EFE

cg/rsd

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos