Odebrecht entregará informação sobre gasoduto em 7 dias à promotoria peruana

Lima, 18 fev (EFE).- A filial da Odebrecht no Peru tem um prazo de sete dias para entregar informação sobre a construção do Gasoduto Sul Peruano ao promotor Reynaldo Abia em um caso que está envolvida a ex-primeira dama Nadine Heredia, segundo informou neste sábado um comunicado do Ministério Público.

A entrega de informação faz parte do acordo assinado ontem por diretores de Odebrecht com o promotor Abia, durante a visita que este fez à sede da construtora em Lima como parte das investigações abertas contra 13 pessoas, incluindo a esposa do ex-presidente Ollanta Humala, Nadine Heredia.

A ex-primeira dama é investigada por supostamente ter intervindo para que a Odebrecht ganhasse a licitação para a construção do gasoduto durante o governo de Humala (2011-2016).

Uma equipe de promotores, liderados por Abia, revisou e recolheu ontem documentação relacionada à informação reservada sobre a construção do gasoduto, que a Odebrecht ganhou em consórcio com a espanhola Enagás em 2014.

Após a diligência de ontem, Abia declarou à imprensa que a Odebrecht "está colaborando com a entrega de informação que é vital para que sejam esclarecidos os fatos".

A investigação preliminar da Promotoria se dirige contra Heredia, o ex-diretor da empresa brasileira em Lima Jorge Barata e uma dezena de ex-funcionários do governo e da companhia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos