ONU propõe mudança no calendário para entrega de armas das Farc

Bogotá, 18 fev (EFE).- O chefe da missão da ONU na Colômbia, Jean Arnault, propôs neste sábado uma mudança no calendário para que as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) entreguem as armas devido ao atraso nas construções das zonas de reunião nas quais os guerrilheiros devem se desmobilizar.

"De acordo com nossa informação, o processo de construção dos acampamentos, incluindo os lugares monitorados pela Missão onde estará gradualmente armazenado o armamento, não estaria concluído antes do final de março (...) As partes estariam de acordo com a mudança do início da recepção escalonada pela missão do armamento até essa data?", disse Arnault em uma carta que foi vazada à imprensa.

Originalmente, as Farc contavam com 180 dias para chegar às Zonas de Vereda Transitórias de Normalização (ZVTN), deixar suas armas e se desmobilizar, um prazo que em princípio deve terminar no dia 1º de junho.

Fontes da ONU informaram à Agência Efe que eles não distribuíram a carta, dirigida à Comissão de Acompanhamento, Impulso e Verificação à Implementação do Acordo Final, mas, ainda assim, seu conteúdo chegou a vários veículos de comunicação.

Na carta, Arnault também assegura que a maioria dos acampamentos das Farc nas ZVTN "nem estão prontos" nem "foram delimitados com precisão".

Os guerrilheiros iniciaram seu deslocamento às zonas de vereda há semanas e espera-se que todos tenham chegado este sábado.

Além disso, o chefe de missão se pergunta se as duas partes estariam dispostas a "considerar outras opções de entrega gradual. EFE

gdl/rsd

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos